Decoração com Tapetes Decoração com Tapetes e Carpetes Tipos de Tapetes

Tapetes persa: feitos à mão ou por máquina

Nem sempre é fácil distinguir um verdadeiro tapete persa feito à mão, de uma cópia, ainda que bonita, feita numa máquina. Com o constante avanço da tecnologia e dos processos de produção, cada vez mais os tapetes persas feitos através de máquinas começam a ser de maior qualidade, com padrões elegantes e de imensa beleza.

Os tapetes feitos à mão são normalmente mais caros que os feitos numa máquina, pois necessitam de maior tempo de criação. Em alguns casos, os tapetes são tão idênticos que acabamos por ser enganados e comprar gato por lebre. Contudo, é possível verificar o tipo de produção no reverso do tapete. Se realmente é um tapete feito à mão você deverá ver os pontos dos filamentos, basta ver a trama do tapete com as várias incisões das fibras para ter a certeza que é feito à mão.

Para quem não está habituado ou não tem um olho treinado para analisar algumas pequenas, mas importantes diferenças, pode ser difícil perceber se os tapetes são feitos à mão ou à máquina. Neste artigo vamos mostrar-lhe como distinguir entres tapetes persas feitos à mão e tapetes persas feitos por uma máquina, para que não caia no erro de pagar uma fortuna por um tapete de qualidade bastante inferior.

Tapetes artesanais vs tapetes feitos à máquina


O primeiro passo para verificar a qualidade de um tapete persa é olhar o verso da peça. Ao analisar o verso do tapete vai conseguir, não só verificar se é verdadeiro ou falso, mas também o tamanho, regularidade e espaçamento dos nós. Para além disso vai conseguir ver se tapete apresenta sinais de reparações e danos provocados, o que no caso de um tapete persa verdadeiro, pode diminuir drasticamente o seu valor no mercado.

Outro pormenor que deve prestar também bastante atenção é às franjas do tapete. Num tapete artesanal, as franjas nada mais são do que a urdidura interna do tapete, isto é, os fios verticais do tear onde são dados os nós do tapete. Alguns artesãos preferem trançar as franjas, dando à elas um arremate, porém dificilmente esse arremate existirá nas duas extremidade. Não existe tapeçaria artesanal sem franjas, pelo menos de um lado.

Se a franja parecer ter sido adicionada apenas depois do tapete já estar feito, então pode ter a certeza que não se trata de um tapete artesanal. As franjas dos tapetes persas feitos à mão são parte integrante do tapete.

 

Outro detalhe importante que deve analisar é a textura do próprio tapete. Aos tapetes feitos à máquina é adicionado um acabamento especial, que se parece com uma cola e que é utilizada para fixar a pelagem do tapete. Basta puxar um fio dessa pelagem para ver que ele é exatamente do mesmo tamanho da altura da pelagem, isto é, não foi dado o nó. Para se conseguir dar o nós o fio tem que ter pelo menos o dobro do comprimento da pelagem.

O desenho também deverá aparecer no verso do tapete e a sua definição deverá ser inversamente proporcional ao tamanho e espaçamento dos nós.

Por último, uma forma simples de verificar se um tapete persa é feito à mão ou à máquina é durante o seu transporte. Um tapete feito através de um processo industrial não pode ser dobrado, apenas enrolado. Isto deve-se ao acabamento especial que leva no final da sua confeção e que referimos anteriormente. O mesmo já não sucede com um tapete persa feito à mão, que não só pode ser enrolado, como também dobrado.



6 Comentários

  1. Cristina Medronho Carvalho 29 de Junho de 2012
  2. Luis Antonio Candido 28 de Novembro de 2012
  3. Eduardo 28 de Janeiro de 2016
  4. Gueive 10 de Junho de 2016
  5. Renato 26 de Fevereiro de 2017

Deixe o seu comentário

Nome : Email :