Decoração de Casas

Dicas de decoração: pintar riscas

As riscas nunca passam de  moda e são sempre uma excelente opção para trazer maior interesse a uma decoração mais sóbria e a precisar daquele toque especial de elegância.

Quer sejam largas ou estreitas, de carácter formal ou informal, as riscas podem proporcionar diferentes sensações dentro de um ambiente, conforme o modo como são utilizadas e elaboradas.

As riscas podem também criar uma variedade enorme de ilusões de óptica. Por exemplo, o uso de riscas altas e estreitas conferem a ilusão de mais altura e de um tecto mais alto, enquanto que as horizontais têm exatamente o efeito oposto, tornando-o mais baixo.

Trata-se de uma alternativa mais moderna e económica à colocação de papel de parede, embora alguns a considerem mais trabalhosa e arriscada. Contudo, quando se seguem algumas orientações básicas, pintar riscas não é uma tarefa tão complicada como aparenta.

Seguem-se algumas dicas de decoração de como pintar riscas em qualquer ambiente da sua casa.

 

 

O primeiro passo é escolher as cores para as riscas, mas com tanta variedade de cores e combinações esta tarefa pode tornar-se complicada. Para facilitar a sua escolha pense no tipo de sensações e atmosfera que pretende que a divisão tenha.

Preparação da superfície


Após escolher a cor adequada, é chegada a altura de se focar na preparação da superfície a ser pintada. Em primeiro lugar, precisa de estar ciente que as riscas vão fazer sobressair qualquer irregularidade da superfície em questão, pelo que é essencial que se preocupe em analisar cuidadosamente se esta se encontra bem lisa.

Limpe bem as paredes, de forma a eliminar qualquer vestígio de pó ou gorduras da sua superfície, com recurso a um pano ou esponja húmida embebidos num pouco de detergente suave. Limpe com um pano húmido em água limpa e deixe secar.

Para finalizar, aplique uma camada base de tinta e deixe secar.

 

 

Colocação da fita

Para que as riscas fiquem harmoniosas e completamente direitas é fundamental que aplique fita de pintura na superfície a ser pintada. Coloque também uma fita de proteção adequada para criar os limites das riscas em volta do teto, janelas, portas, rodapé e qualquer outro elemento que não vai ser pintado.

Utilizando fita métrica, um nível e um lápis, marque as linhas superior e inferior para cada risca. Depois marque a largura, mas seja bastante precisa, pois qualquer desnível irá notar-se. Cole a fita seguindo as marcas que fez. As tiras para as riscas devem ficar pouco espaçadas para fazer riscas estreitas ou bem espaçadas para as riscas mais largas.

 

 

Pintura

Certifique-se que a fita de proteção fica bem colada na superfície a pintar ou corre o risco de a meio do processo esta se deslocar e estragar todo o trabalho.

Pinte sobre a fita com longas pinceladas verticais (pode utilizar também o rolo, conforme o que preferir e o tamanho da superfície a pintar) para que a tinta não passe por baixo desta. Deixe secar.

Tenha em atenção que no caso de superfícies mais escuras pode ser necessário mais do que a aplicação de uma única camada de tinta, sendo então aconselhada uma segunda demão de tinta.

 

 

Depois da tinta secar completamente é chegado o momento de retirar a fita isoladora, mas com todo o cuidado, de forma a não danificar a tinta agarrada à parede. Comece de cima para baixo, num movimento firme, para revelar as riscas bem definidas que ficaram por baixo.



5 Comentários

  1. Edy Nalva 13 de Setembro de 2012
  2. Milly Barreiros 13 de Setembro de 2012
  3. Enilde Castro 14 de Setembro de 2012
  4. Cainara Michela da Concecao 2 de Setembro de 2013
  5. Baldoino Badu 15 de Setembro de 2013

Deixe o seu comentário

Nome : Email :