Decoração com plantas Decoração de Casas

Plantas para decoração: Bambu da sorte

O Bambu da sorte é uma das plantas mais populares e resistentes. Segundo a tradição chinesa, é fonte de energia positiva e transmite boas vibrações. A filosofia do Feng-Shui também a associa à longevidade e embora o Bambu da sorte seja popular entre praticantes de Feng Shui faz décadas, a sua popularidade tem-se vindo a espalhar rapidamente, com cada vez mais  pessoas a abraçar o seu simbolismo de boa sorte, prosperidade e sucesso. É a planta ideal para pessoas que não percebem muito de plantas ou que não têm tempo ou inclinação para cuidar delas.

Diz-se que o Bambu da sorte transmite mais sorte quando recebido como um presente, mas isso não significa que não pode comprar um para si mesmo se quiser. Pense que é um presente seu para sua casa ou escritório.

Características do Bambu da sorte


O seu nome científico é Dracaena senderiana e é da família das agaváceas. Pensa-se que tenha origem em África, embora seja mais cultivado no Oriente. Ao contrário do que se pensa, o Bambu da sorte não é um bambu, embora receba o nome devido à forma do seu talo, que pode chegar a medir entre 10 cm e 1 m. Na parte superior da planta tem muitas vezes um pequeno talo em forma de espiral.

O seu cultivo no interior é simples, pois necessita de poucos cuidados e resiste bem aos espaços com pouca luz natural, sendo a opção perfeita para apartamentos e uma planta que pode usar, inclusive, para decorar o banheiro.

Um Bambu da sorte saudável deve apresentar um tronco verde, sem pintas amarelas, as raízes devem ser de uma cor clara e os rebentos verdes e brilhantes. Como qualquer outra planta da espécie de drácena, podem ser plantados diretamente num vaso com terra, no entanto, opte sempre por escolher terra para plantas de interior enriquecida com nutrientes e tenha o cuidado de regar o seu Bambu sempre  que a terra estiver seca.

Cuidados com o Bambu da sorte

São plantas que crescem lentamente e que embora sejam muito resistentes precisam de alguns cuidados específicos. Crescem melhor em zonas com temperatura quente (a temperatura ideal situa-se entre os 18º e os 24º) e onde receba bastante luz indireta, uma vez que a luz direta acaba por queimá-lo.

Se as folhas de bambu começarem a ficar com uma cor verde clara, então a planta não está a receber luz suficiente. Iluminação insuficiente também provoca o crescimento lento. Em muitos casos, a planta não vai crescer em altura ou produzir folhas novas. Para solucionar este problema, basta mover a planta para um local com mais luz indireta.

Em relação à rega, o Bambu da sorte fica mais saudável se usar água filtrada, engarrafada ou de chuva, uma vez que não possuem químicos prejudiciais ao seu desenvolvimento. Se preferir pode usar água da torneira para fazer a rega, mas deixe-a sempre repousar pelo menos 24 horas num recipiente antes de a usar, de forma a que perca o cloro.


Adicione água fresca e limpa duas ou três vezes por semana. É importante manter vários centímetros de água no recipiente, certificando-se que as raízes da planta estão molhadas. Trocar a água a cada sete a dez dias mantém o seu Bambu da sorte ainda mais saudável. Vaporize a folhagem duas vezes por semana, o que vai servir também para tirar o pó das folhas.

Se o Bambu da sorte estiver plantado num vaso com terra, regue-o quando vir que o substrato está demasiado seco. Para adubar a planta o mais recomendável é adicionar à água da rega algumas gotas de fertilizante uma vez por mês. Mas tenha o cuidado de diluir bem o fertilizante. Sem solo para absorver os sais do adubo, as raízes delicadas podem queimar se a solução for muito forte.



45 Comentários

  1. paula costa 30 de Junho de 2011
    • Vanda da Graça 26 de Janeiro de 2013
    • Feliciana 19 de Junho de 2015
  2. wilma rodrigues starling 30 de Junho de 2011
  3. Solange Denise Adriano 1 de Julho de 2011
  4. Regina Nessoco da Silva 13 de Julho de 2011
    • Carlos Fernandes 21 de Setembro de 2011
  5. Carlos Fernandes 21 de Setembro de 2011
  6. silvia domingas de oliveira 21 de Outubro de 2011
  7. Maria Helena Severo 21 de Fevereiro de 2012
  8. Alzira Da Silva Raymundo 13 de Março de 2012
  9. Sueli Monteiro 31 de Março de 2012
  10. Celiria Smaniotto 3 de Abril de 2012
  11. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  12. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  13. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  14. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  15. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  16. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  17. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  18. Carol Teru 16 de Abril de 2012
  19. Cristina Medronho Carvalho 12 de Maio de 2012
  20. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  21. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  22. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  23. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  24. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  25. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  26. Maria La Salete Torres 13 de Maio de 2012
  27. Iva Carioca 15 de Julho de 2012
  28. aparecida guedes 9 de Agosto de 2012
  29. Evani Nunes 4 de Fevereiro de 2014
  30. Cristiane Galelli Torres 8 de Fevereiro de 2014
    • ana sousa 14 de Fevereiro de 2014
  31. ana sousa 14 de Fevereiro de 2014
  32. Anderson Lincoln Alves 8 de Maio de 2014
  33. Evani Nunes 9 de Maio de 2014
  34. Rosa Pelegrini 22 de Maio de 2014
  35. maria angela 10 de Setembro de 2014
  36. Cristina da Cunha 17 de Dezembro de 2014
  37. maria solange da silva 4 de Março de 2015
  38. Rodrigo Tragliano 13 de Março de 2015
  39. Feliciana 19 de Junho de 2015
  40. Jussara Vargas 17 de Julho de 2015

Deixe o seu comentário

Nome : Email :