Decoração com plantas Decoração de Casas

Plantas para decoração: Drácena

Se procura uma planta de interior bonita, versátil e que não lhe exija demasiado tempo ou atenção, então a drácena é a escolha perfeita para si. Esta planta na realidade engloba diversas variedades diferentes, como é o caso do tronco do Brasil ou o dragão das Canárias. É uma planta que se adapta bem ao apartamento, visto ser muito resistente, tolerar bem pouca luz e poucas regas.

A drácena pode adquirir-se em quase todas as grandes superfícies comerciais ou lojas de jardinagem, sendo muito utilizada tanto por particulares nos seus apartamentos, como para decorar edifícios públicos ou estabelecimentos comerciais.

Origem da drácena e as suas características


A planta drácena é originária de África, Ásia e Austrália. Trata-se por isso de uma planta tropical, que apresenta uma enorme quantidade de espécies diferentes, que se destingem pelo tamanho do tronco e pela forma das suas folhas.

O seu nome tem origem grega, na palavra drakania, que significa “dragona”. Algumas variedades de drácena apresentam um tronco lenhoso e uma coroa de folhas na parte parte superior que faz com que, por vezes, também sejam chamadas de falsas palmeiras. Nas variedades maiores as suas folhas podem chegar a ter 40 cm de comprimento por 8 cm.

Uma das mais populares é a drácena fragans. As suas folhas são compridas e largas, sendo as pontas aguçadas. Dentro desta variedade, é popular a massangeana, o tronco do Brasil. Outra variedade popular é a drácena marginata bicolor ou dragão de Madagascar, que tem as bordas das suas folhas num tom avermelhado e o tronco mais fino.

Cuidados essenciais

Para que a planta mantenha as suas folhas coloridas e brilhantes é aconselhável fornecer-lhe durante todo o ano luz em abundância, embora não direta. É tolerante a luminosidade fraca, mas prefere mais luz para se desenvolver. É uma planta de crescimento lento e deve evitar coloca-la sob sol direto durante a tarde.

Toleram uma vasta variedade de temperaturas, dando-se bem em apartamentos. No entanto, a temperatura ideal para a drácena está entre 12ºC e 23ºC. Em ambientes com temperaturas mais elevadas lembre-se de lhes fornecer mais água.

Efectue a rega uma vez por semana no Inverno e duas vezes no Verão. Evite molhar as folhas, mas lembre-se de as limpar regularmente com um pano para tirar o pó. Evite que o substrato seque completamente, mas também tenha cuidado com os encharcamentos.

Adube a cada 15 dias na época de crescimento, desde a primavera até meados do verão. Para adubar pode utilizar adubo líquido para plantas verdes.

Pragas e conselhos práticos

Se a planta tiver folhas amarelas, com algumas teias de aranha em baixo, está perante uma praga de aranha vermelha. A solução é pulverizar com um pouco de insecticida sistémico. No caso das folhas começarem a ter manchas cinzentas, a causa poderá ser septoriosis. Nesse caso pulverize com um fungicida sistémico para tratá-la.

Quando sujeita a excesso de humidade a drácena pode começar a ficar mole e com as folhas castanhas. Deixe a planta secar e reduza as regas, de forma a que cresça saudável.

Se as folhas começarem a perder cor, então basta mudar a planta para uma localização bem iluminada, pois deve-se a falta de luz.



3 Comentários

  1. wilma rodrigues starling 16 de Julho de 2011
  2. Regina Celia 15 de Novembro de 2012
  3. Regina Celia 15 de Novembro de 2012

Deixe o seu comentário

Nome : Email :