Decoração com plantas Decoração de Casas

Plantas para decoração: fetos

Os fetos são uma das plantas de interior mais populares e vistosas. São plantas muito simples de manter e que exigem poucos cuidados específicos para se manterem saudáveis.

Aliada à sua facilidade de manutenção, a enorme variada de espécies e formas que o feto pode apresentar fazem desta planta numa das mais atractivas para manter no apartamento.

Neste artigo vamos mostrar-lhe algumas das espécies de fetos mais comuns e quais os cuidados essenciais que deverá ter para que estas plantas durem por muito tempo, sempre viçosas e bonitas.

Origem e caraterísticas dos fetos


Os fetos são considerados como uma das plantas mais antigas à face do nosso planeta. Devido à enorme variedade de espécies é difícil de estabelecer em concreto a sua origem, uma vez que esta muda consoante a variedade de que falamos. Consoante a espécie também existem características muitos distintas, em especial nas suas folhas. Entre as espécies mais populares temos o adiantum (ou avenca) que possui folhas pequenas e de forma quase triangular, ou o ninho-de-ave, conhecido pelas suas folhas compridas e largas.

São muito encontradas em regiões tropicais, equatoriais e mediterrânicas e em comum têm o facto de nenhuma das espécies de fetos darem flores, precisarem de muita  humidade e serem muito sensíveis à exposição solar directa. O denominado Chifre-de-veado é a variedade que consegue aguentar melhor os ambientes mais secos, uma vez que possui uma ligeira penugem que cobre as suas folhas e lhe permite resistir melhor ao sol direto.

 

 

Cuidados essenciais a ter com o feto

Embora seja uma planta de cultivo simples e manutenção fácil são necessários alguns cuidados essenciais para manter os fetos saudáveis. Seguem-se por isso algumas dicas:

  • Os fetos são plantas que, ao contrário do que se pensa, não sobrevivem em locais sem luz, pois precisam desta para se desenvolverem na sua plenitude. Podem até tolerar locais menos iluminados, mas apreciam bastante luz indirecta durante o dia. No entanto, não os coloque em locais em que apanhem luz solar directa, pois são muito sensíveis a esta, podendo as suas folhas ficar queimadas. Para que o seu desenvolvimento seja favorável coloque-os numa divisão com luz solar filtrada.
  • Os fetos devem estar localizados em locais da casa com temperatura amena. Quando no exterior não suportam geadas ou ambientes muito secos. Na maioria das espécies a temperatura ideal oscila entre os 15ºC e os 24ºC.
  • A adubação destas plantas deve ser feita apenas entre o período da primavera e Verão, de preferência a cada 15 dias. O adubo mais indicado é o fertilizante líquido, à venda em qualquer loja da especialidade, e que deverá ser diluído na água da rega.
  • A rega dos fetos deve ser mais frequente nos meses de maior calor e de tempo mais seco, como é o caso do verão. Neste período a rega deve ser diária, de forma a que o substrato se mantenha sempre húmido. No inverno a rega pode ser mais espaçada. Para manter a humidade dos fetos aconselhamos que os pulverize frequentemente, de preferência com água não muito fria.


3 Comentários

  1. adriana 28 de Setembro de 2011
  2. Rosália De Oliveira Mariano 1 de Março de 2013
  3. Fernanda Domingos Costa 18 de Maio de 2013

Deixe o seu comentário

Nome : Email :